Dietas

DIETA SEM GLÚTEN

A doença celíaca é de origem autoimune, afecta o intestino de pessoas que têm uma predisposição genética e que são expostas ao glúten na alimentação.

Provoca atrofia da mucosa intestinal, dando origem a diarreias, má absorção de sais mineraiss, vitaminas, água e outrso compostos.

Os sintomas clássicos são a diarrreia, perda de peso (ou falta de crescimento nas crianças) e fadiga.

A diarreia característica é pálida, volumosa e mal cheirosa. Pode ter também dor abdominal, cólicas, distensão abdominal, produção de gases.

Com maior lesão intestinal desenvolve-se também intolerância à lactose.

Além dos problemas resultantes da má absorção dos alimentos, a doença celíaca leva a um risco aumentado de adenocarcinoma e linfoma do intestino delgado, assim como de úlceras intestinais.

Pode ter a forma silenciosa, com poucos sintomas (alterações gastrintestinais, deficiências nutricionais). Esta forma é muito mais frequente que a anterior.

Existem análises que documentam a intolerância ao glúten: anticorpos anti-gliadina, anticorpos anti-endomísio e sobretudo anticorpos anti-transglutaminase.

Quando se fazem análises, é conveniente documentar outros aspectos, além da intolerância ao glúten:

Hemograma completo

Electrólitos (sódio, potássio, cloro, cálcio)

Função renal (ureia, creatinina)

Função hepática ()

Níveis de Vitamina B12 e ácido fólico

Coagulação (tempo de protrombina para identificar deficiência de vitamina K).

 

O diagnóstico da doença com poucos sintomas é muito importante, pois estes indivíduos correm também o risco de desenvolver doenças malignas (apesar de menos do que os que têm uma doença bem evidente), de défices nutricionais, de doenças auto-imunes (o risco é directamente proporcional ao tempo de evolução da doença sem diagnóstico e as mulheres de terem filhos de baixo peso.

Uma certa percentagem de portadores de perturbações do espectro do autismo (PEA), têm intolerância ao glúten. Há quem diga que é uma doença associada à PEA, mas diferente desta (uma comorbilidade). Há quem pense que se trata de uma só doença, com expressão intestinal e cerebral. Deixemos de lado essa discussão.

O que é certo é que, para os portadores de PEA que têm intolerância ao glúten, o estabelecimento de uma dieta sem glúten melhora o quadro clínico da PEA. Temos então toda a vantagem em obter essa melhoria, se ela for possível.

As análises indicadas acima, das quais os anticorpos anti-transglutaminase são os principais, são realizadas apenas em certos centros. Os outros serviços do SNS podem pedi-las através de um Termo de Responsabilidade.

É conveniente fazer as análises antes de começar o tratamento, uma vez que as alterações da mucosa intestinal desaparecem em poucas semanas e os anticorpos desaparecem em alguns meses. Mas se houver dificuldade em fazer as análises, ou se estiver em crise, faz-se a prova terapêutica, que consiste na dieta sem gluten.

De preferência, suspenda só os produtos com glúten (derivados do trigo, cevada e centeio). Não suspenda ao mesmo tempo os derivados do leite (para testar a intolerância à caseina).

Vá tomando nota das possíveis alerações do comportamento.

Ao fim de um mês, já se vêem os resultados da dieta sem glúten. Nessa altura, pode retirar também os derivados do leite. Continue a tomar notas. Assim saberá se a dieta faz ou não efeito.

Se houver crise, não espere. Passe de imediato para uma dieta sem glúten e sem derivados do leite.

A dieta sem glúten não precisa de ter pouco sabor. Um bife com batatas fritas é permitido… se o molho não levar farinha para engrossar.

As secções dietéticas dos supermercados ou os supermercados Celeiro ou outros parecidos têm produtos variados. É preciso ler os rótulos das embalagens e apenas comprar as que têm escrito “sem glúten”.

Anúncios

6 Responses to Dietas

  1. lauricy diz:

    Meu filho é síndrome de asperger ,tem 18 anos,está concluindo o ensino médio de técnico em informática e sonha ser um programador de games e conseguir casar e ter filhos.
    Porém,sinto que ele não consegue aproximação com as moças para alcançar o 2ºsonho.Sei que esta dificuldade vem do autismo.
    Esta alimentação sem glutém,poderia ajudá-lo a superar esta dificuldade-barreira de sua síndrome^.
    Tenho observado que seu abdomém está alterado para o seu corpo.Será este um sintoma da necessidade de uma dieta sem glutém.
    Respondam -me.Estou com muitas dúvidas.

    • tyranrex diz:

      Oi, Lauricy Vou responder pessoalmente s suas perguntas, com o que tenho aprendido. 1- Os Asperger demoram mais a sair da adolescncia. Varia muito, mas pode esperar at aos 28 anos. No pode pressionar muito, esperando que ele faa o mesmo que os outros. Ele tambm tem que levar na calma. 2- O aspie no sabe se comportar em sociedade. Os nossos comportamentos so incompreensveis para eles. Quando no compreendem ficam nervosos. As moas com Asperger aprendem a imitar outra pessoa. Eles tambm podem aprender. O que para ns inato, eles tm que aprender conscientemente. Situao a situao, temos que lhes dar orientaes. 3- No trabalho, esta falta de sentido social faz com que percam facilmente o emprego. Ou porque se zangam com colegas, ou porque no respeitam as ordens do chefe, sobretudo se so pouco lgicas. Ficam melhor em empregos onde no tenham que falar com muita gente. Informtica bom. 4- Tm uma grande qualidade no trabalho. So trabalhadores. Como no sabem mentir, so honestos. So qualidades que os empregadores devem apreciar. 5- Nem todos os autistas e aspergers tm intolerncia ao glten. Alguns tm tambm intolerncia aos derivados do leite. Se ele depois de comer po fica com muitos gases, com diarreias, possvel que tenha intolerncia ao glten. H anlises para ver anticorpos mas o mais seguro uma endoscopia digestiva com bipsia do intestino delgado. Se tiver, os produtos da digesto incompleta do gluten, que uma proteina que aparece nos cereais (trigo, cevada, centeio), vo provocar uma inflamao crnica do crebro e pioram os sintomas do asperger. O melhor fazer uma prova. Veja no blog como fazer. 6- Nem sempre os resultados so imediatos. preciso ter alguma pacincia. No caso do meu, o primeiro sinal foi dizer que passou a sonhar menos (pesadelos). Primeiro retirar o glutem e s depois o leite e derivados.

      Espero que tenha sido de alguma utilidade. Estou ao dispor. Cumprimentos

  2. Rogéria Manhanini Rodrigues Cardoso diz:

    Meu filho é asperger,come um monte de besteira,como sorvete,hamburguer,batata,frita,salsicha,biscoito recheados principalmente trakinas e o pior chitos e fandangos.
    Ele tem 8 anos e pesa quase 60 quilos.
    Estou muito preocupada ,pois de vez em quando,quase sempre
    ele reclama de dor de cabeça e vômita muito.
    Não sei onde leva-lo se no pediátra ou gastro;Precisa de ajuda
    tenho medo dele ter algo grave.Ele é o meu amor.

    • tyranrex diz:

      &0 kilos aos 8 anos é sinal de alarme. Alguns medicamentos utilizados para tratar o S. Asperger dão muita fome. É preciso ir acompanhando isso com o médico. Mas há um trabalho de educação alimentar, se necessário com ajuda de um profissional, mas que tem que ser feita todos os dias pela família, ao longo de toda a vida…

  3. Gostaria de saber quais os remédio mais indicados para crianças com asperger deve tomar,e se existe algum remédio que não provoque tanta fome,meu filho tem 8 anos e pesa quase 60 quilos
    estou muito preocupada com a saúde dele .Ele só come besteira.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: